Resgate dos mineiros do ChileTemperatura dentro e fora da mina no Chile pode chegar a -1° e 32°C, respectivamente

Os 33 mineiros que estavam presos há 68 dias na Mina de San José, no Norte do Chile, começaram a ser resgatados nessa terça-feira(12). Os trabalhos devem ser concluídos em dois dias.

O primeiro mineiro a ser retirado foi Florencio Ávalos. A cápsula Fênix, que trouxe Florencio, chegou exatamente à 0h11 dessa quarta-feira, 16 minutos após começar sua subida para atravessar um túnel que foi escavado para o resgate. Ele estava preso desde o último dia 5 de agosto a 700 metros de profundidade com outros 32 colegas na mina San José, em Copiapó, 800 km ao norte de Santiago.

De acordo com a SOMAR Meteorologia o tempo é um fator importante nas operações de socorro. Segundo Willians Bini, meteorologista da SOMAR, as temperaturas no deserto do Chile, onde a mina está localizada, pode cair para os -1°C e 4,4°C durante a noite. No entanto, na mina a temperatura oscila em torno de 32°C com condições muito úmidas. O contraste dramático das condições climáticas podem causar um choque para os corpos dos mineiros. Há a presença integral de uma equipe médica no local para controlar a saúde muito de perto de todos os mineiros durante e após o resgate. Segundo Willians Bini, a previsão para as próximas 48 horas deve ser de sol e temperaturas entre 13°C e 16°C, aproximadamente.

O eletricista Víctor Segovia é o 15º operário resgatado da mina San José, no norte do Chile, nesta quarta-feira (13).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *