Governo do Estado vai construir mais moradias da CDHU em GuaribaNovo empreendimento terá um total de 302 casas

O secretário estadual da Habitação, Silvio Torres, liberou mais 52 unidades para o novo empreendimento que será construído em Guariba. A autorização atende ao pleito da vice-prefeita Márcia Regina Scalon, que esteve reunida com o secretário na última quarta-feira, dia 20, em São Paulo. O encontro contou com a presença do deputado estadual Rafael Silva.

O novo empreendimento estava programado para 250 unidades. Com a solicitação de mais 52 moradias, o conjunto será ampliado para 302 casas, das quais 23 serão destinadas a moradores de área de risco e o restante a famílias com baixa renda. O projeto já foi aprovado pela CDHU e aguarda análise do Graprohab.

O secretário autorizou o pleito e informou que o empreendimento será implantado em duas etapas, sendo 200 unidades na primeira fase e 102 na segunda. Ele também comunicou que o novo conjunto habitacional será entregue com toda a infraestrutura e as casas serão construídas no novo padrão de qualidade da CDHU, com pé-direito ampliado de 2,4 para 2,6 metros de altura, piso cerâmico, azulejos na cozinha e no banheiro, muro divisório entre os lotes, além de aquecedor solar para o chuveiro, que permitirá uma economia de 30% na conta de energia elétrica.

Silvio Torres disse que o governo estadual quer iniciar este ano a produção de 20 mil novas moradias no Estado e que, para isso, tem recursos assegurados. A prioridade, segundo ele, é para atendimento de moradores de área de risco, favelas, cortiços e preservação ambiental, além de famílias com baixa renda, que têm dificuldade de pagar aluguel e adquirir financiamento habitacional.

A vice-prefeita considerou a reunião bastante positiva. “Saio daqui satisfeita com o Governo do Estado. O secretário Silvio Torres foi muito sensível ao nosso pleito e tenho certeza que faremos mais parcerias ao longo desse governo”, disse. Para o deputado Rafael Silva, o secretário deu atenção especial a solicitação apresentada, demonstrando a preocupação que o Governo do Estado tem com os municípios paulistas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *