Frente Fria Sul do Brasil
Frente Fria Sul do Brasil
Tempo permanece instável na Região até o fim da semana

Uma frente fria encontra-se praticamente estacionada sobre a Região Sul, onde causa fortes pancadas de chuva, trovoadas, rajadas de vento e queda de granizo em boa parte do Rio Grande do Sul e parte do sul e oeste de Santa Catarina.

Ontem, este sistema causou uma forte chuva de granizo sobre a cidade de Mostardas, no litoral sul gaúcho, atingindo pelo menos 500 casas. Também foram registrados ventos intensos e granizo nas cidades de Santana do Livramento, Bagé, Chuí, Morro Redondo e Santa Maria. Neste último caso, as rajadas de vento passaram dos 100km-h, deixando pelo menos 5 mil clientes sem energia elétrica.

De acordo com meteorologistas da SOMAR, nesta segunda-feira, as rajadas de vento mais intensas oscilam entre 70km/h e 80km/h no noroeste e norte do Rio Grande do Sul durante a tarde e até o final do dia o acumulado pode alcançar 60mm.

Mesmo com as chuvas, os ventos que ainda sopram do quadrante norte favorecem elevação da temperatura, com máxima que chega aos 28°C no noroeste do Paraná e 25°C no norte e oeste de Santa Catarina e no oeste do Rio Grande do Sul.

Amanhã, a frente fria mantém as chuvas sobre Santa Catarina, o centro, oeste e norte do Rio Grande do Sul e o sul e oeste do Paraná. Há risco de temporais, com chuvas fortes, trovoadas, rajadas de vento e queda de granizo, entre o norte do Rio Grande do Sul e o Estado de Santa Catarina. O acumulado de chuva varia entre 50mm e 60mm em várias localidades dos dois Estados (quase a metade da média do mês de junho).

Os ventos mais intensos ocorrem na madrugada, com rajadas que variam entre 70km/h e 80km/h no norte gaúcho e oeste catarinense. Com relação à temperatura, a massa de ar frio causa declínio entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Pela manhã, a mínima chega aos 10°C na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai e a tarde a máxima não passa dos 20°C em boa parte dos Estados gaúcho e catarinense. No Paraná, a temperatura permanece elevada, chegando aos 28°C em todo o oeste e noroeste do Estado.

Na quarta-feira, as chuvas atingem boa parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o leste, sul e oeste do Paraná. Os temporais, no entanto, ficam restritos ao norte do Rio Grande do Sul e à Santa Catarina, com acumulado que varia entre 50mm e 60mm (quase a metade da média do mês de junho).

As rajadas de vento perdem um pouco de intensidade, porém ainda há risco de trovoadas e queda de granizo entre os dois Estados. Aos poucos, o frio avança pela Região Sul, cm mínima em torno dos 7°C na fronteira com o Uruguai e na casa dos 12°C no sul de Santa Catarina. À tarde, a máxima não passa dos 20°C no Rio Grande do Sul, centro e leste de Santa Catarina e no leste do Paraná. O calor prosseguirá apenas no noroeste do Paraná, com máxima de quase 30°C.

Segundo os meteorologistas da SOMAR, na quinta-feira as chuvas permanecem concentradas sobre o Rio Grande do Sul, oeste e sul de Santa Catarina e sudoeste do Paraná. Os maiores temporais deste dia atingem o noroeste gaúcho, com acumulado de mais de 60mm.

Na sexta-feira, finalmente o tempo abre na maior parte do Rio Grande do Sul e as chuvas atingem apenas o extremo norte do Estado, além de Santa Catarina e do centro, oeste e sul do Paraná. No fim de semana, as chuvas enfraquecem.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *