É arriscado pedir comida japonesa deliveryTeste feito com oito restaurantes só não encontrou bactérias que comprometem a segurança dos sushis e sashimis entregues

É preciso ter atenção e seguir alguns cuidados antes de consumir esse tipo de alimento e, sempre que possível, fugir do sushi e do sashimi fora do restaurante. Esse tipo de alimento, quando mal manipulado e mal transportado, pode provocar sérios problemas à sua saúde.

Foram detectados problemas de qualidade microbiológica dos alimentos em seis de oito restaurantes que fazem entregas de comida japonesa, testados pela PROTESTE Associação de Consumidores. Por isso, a entidade aconselha a não pedir este tipo de alimento por telefone. A avaliação completa está na revista ProTeste de novembro distribuída aos associados e no site WWW.proteste.org.br.

Na análise dos micro-organismos mesófilos, coliformes totais e fecais, em que foram verificados a contaminação geral, a qualidade higiênica e o tempo útil de conservação dos alimentos foi calculada uma média dos resultados das amostras de cada restaurante.

Para o teste foram selecionados oito restaurantes de comida japonesa que trabalham com sistema de delivery, na Vila Clementino, em SP (Flying Sushi, Gendai, Hi Sushi, Japengo Stera, Kenddo Sushi, Matsuya, Orient House, Taiyoo). Os pedidos continham sushi de salmão e de atum, sashimi de salmão e de atum e hossomaki de atum.

Os restaurantes Flying Sushi, Hi Sushi e Orient House foram mal avaliados. Quanto aos coliformes totais, apenas Gendai, Kenddo Sushi e Taiyoo foram aprovados. A presença de coliformes fecais e E. coli pode provocar vômitos, diarreia, dores abdominais e febre.

O pescado em si pode ser veiculador de uma grande variedade de micro-organismos por conta da contaminação ambiental e do manejo incorreto nas fases de processamento e transporte. Nas análises de coliformes fecais, Flying Sushi e Hi Sushi foram os piores avaliados; os demais foram bem avaliados.

Já na pesquisa de Escherichia coli – indicador de contaminação fecal foram detectadas bactérias nos alimentos fornecidos pelos restaurantes Flying Sushi, Orient House, Taiyoo e Japengo Stera. Alimentos muito manipulados são considerados de alto risco, especialmente quando elaborados por pessoas que não possuem treinamento adequado. Por isso, recomenda-se aos profissionais da área medidas higiênico-sanitárias rigorosas, a fim de controlar os possíveis riscos à saúde.

Foram pesquisados todos os micro-organismos que a Anvisa determina como padrão microbiológico para pratos à base de pescado cru e também outros que não são contemplados pela legislação. Não foram encontrados nas amostras os micro-organismos estafilococos coagulase positiva, Vibrio parahaemolyticus e Salmonella sp., Vibrio cholerae, Aeromonas spp. e Bacillus cereus.
Os resultados foram encaminhados para a Coordenação de Vigilância em Saúde (Covisa), que já tomou providências para a fiscalização. Os resultados da fiscalização da Covisa, serão divulgados no site da Associação.

Dicas – Fuja do delivery

As mudanças de temperatura no transporte fazem com que os alimentos percam qualidade e estejam mais sujeitos às contaminações.

Visite a cozinha do restaurante

Peça para ver o local e observe a limpeza. Esse é um bom indicador da qualidade dos alimentos – afinal, se o sushi for preparado numa cozinha suja, há grandes chances de a comida estar contaminada.

Observe o sushiman

A higiene pessoal e as atitudes do manipulador são importantes. Veja se ele está com as unhas curtas e limpas, a barba feita ou aparada, se usa touca (para evitar que caia cabelo nos alimentos) e, principalmente, se ele tosse, espirra ou fala em cima da comida.
Verifique a frequência de clientes Se o restaurante tem boa rotatividade, o tempo de exposição do peixe diminui e, consequentemente, você sempre comerá peixe fresquinho.

Peixe exposto…

… é peixe refrigerado. Caso os produtos fiquem expostos em bufês, estes devem ser refrigerados.

Não deixe para depois

Após ser servido – ou se servir no bufê -, consuma imediatamente.


Comments List

Reply20 de fevereiro de 2011 9:12

Elaine28/

O Kenddo era um bom restaurante; porém, ultimamente, falta metade do rodízio, o atendimento é péssimo e demorado, até o proprietário é grosseiro com seus clientes. O mesmo problema com todos os restaurantes que se valem de cupons para atrair clientes, para compensar os descontos, reduzem a qualidade e passam a tratar os clientes como inimigos. Era cliente (sem cupons), agora desaconselho totalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *