DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDADIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA MOVIMENTA O TURISMO RODOVIÁRIO

O turismo religioso ganha impulso com as comemorações do Dia da Padroeira do Brasil, no próximo dia 12. Com o feriado prolongado, muitos aproveitam para realizar viagens de curta distância. A FRESP – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo, alerta para os cuidados na contratação do transporte rodoviário para grupos de fiéis ou turistas em busca de lazer.

Aproxima-se o feriado prolongado em comemoração ao Dia da Padroeira do Brasil – Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro). Muitos fiéis dirigem-se à Aparecida, no interior de São Paulo, o que certamente aquecerá o turismo religioso nos próximos dias. Outros preferem viajar a lazer, com isso aumenta a busca por pacotes de viagens nas agências de turismo pelas pessoas que querem desfrutar seus dias de descanso. Inicia-se então um trabalho intensivo para apresentar a melhor opção ao turista, na esperança da fidelização e da garantia de que nas próximas férias ele esteja novamente batendo às portas.

Para se ter uma ideia, a cidade de Aparecida recebe em média 120 mil turistas em finais de semana. Neste feriado, as missas pela Padroeira realizadas na Basílica, deverão atrair outras centenas de pessoas que viajarão àquele local. Com apenas 37 mil habitantes, Aparecida é o maior pólo de turismo religioso do País e recebe cerca de dez milhões de romeiros todos os anos. Por viajar em grupo ou em família, o turista religioso prefere usar o transporte rodoviário.

De acordo com Regina Rocha, diretora executiva da FRESP – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo, o turismo de lazer, negócios ou religioso contribui para o crescimento de várias áreas da economia, gera empregos, desenvolvimento cultural, artístico, comercial entre outros. “Vê-se que vários nichos sociais e econômicos são beneficiados pela atividade, que é de suma importância. Os profissionais devem ter o conhecimento da existência dos diversos eixos ou atividades, os quais interligados sustentam o turismo e faz com que se desenvolva, como: o transporte rodoviário por fretamento, as hospedagens, os serviços de alimentação, os pontos turísticos, as áreas destinadas às compras etc.”

Segundo a diretora que é formada em turismo, “podemos considerar também que o ponto essencial para o turismo regional é o transporte por fretamento, pois com o serviço é possível deslocar grupos de pessoas de um local a outro e garantir a segurança e a sua integridade física, desde o embarque, os percursos e o desembarque”, recomenda.

O sistema de transporte profissional de pessoas, acima de tudo, deve garantir o conforto do turista em todos os momentos, assim como todas as outras atividades turísticas devem manter um padrão de qualidade para proporcionar a volta do turista em outra ocasião. O serviço hoteleiro deve ser bem executado, a alimentação deve ter a qualidade requerida, o atendente da loja deve ser bem treinado para atender bem o turista que entra para comprar uma lembrancinha. “Todos esses eixos devem estar bem alinhados para que todas as recordações do turista sejam agradáveis”, lembra Regina.

Regina Rocha acredita que, “se a contratação do transporte que levará o ‘cliente-turista’ para conhecer os pontos ou percorrer médias ou longas distâncias não se apresentar devidamente, as agências terão, como consequência, uma série de clientes descontentes”. Segundo a especialista é dever da operadora zelar pela contratação de empresas que ofereçam a melhor prestação de serviços. “A agência de turismo nada mais é do que uma administradora do descanso do turista, bem como dos serviços que serão contratados”, ressalta.

Como averiguar a qualidade das transportadoras que prestam o serviço de fretamento turístico? Basta buscar junto às agências e órgãos reguladores as autorizações e condições para atuação e circulação dessas empresas. “Verifique se há qualquer fato que desabone a empresa. Acompanhe de perto como e em quais condições o seu turista será transportado. Toda a qualidade de seu trabalho, muitas vezes, está sobre quatro rodas, que podem garantir a volta do turista à sua porta num próxima ocasião”, recomenda a diretora da FRESP.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *