O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) foi criado pelo governo federal com o objetivo de formar uma poupança, uma reserva para todo o trabalhador. Todas as contas do FGTS são administradas pelo banco Caixa Econômicas Federal. Os valores são creditados mensalmente pela empresa e esse valor tem alterações com rentabilidade ao mês.

imagem ilustratova

A rentabilidade do FGTS é feito através do índice composto por TR mais 3% ao ano.

Todos os trabalhadores que são contratados pela modalidade CLT têm o direito a receber o FGTS. Os patrões das empregadas domésticas podem escolher pagar ou não esse benefício.

O FGTS é liberado automaticamente quando o funcionário é desligado da empresa sem justa causa. Quando o funcionário pede demissão o valor fica preso podendo ser retirado somente em algumas condições, veja abaixo quais são elas.

O FGTS pode ser sacado da seguinte forma:

Aposentadoria

Compra de uma Casa Própria

Demissão sem Justa Causa

Morte do Patrão ou Fechamento da Empresa

Término do contrato de trabalho de um trabalhador temporário

Falta de atividade remunerada para trabalhador avulso por mais de 90 dias

Ter idade igual ou superior a 70 anos

Doenças graves como câncer ou AIDS. Seja em casos do próprio trabalhador como parentes próximos como, por exemplo, mulher e filhos.

 

 


Comments List

Reply29 de maio de 2012 19:03

Construcard Simulador da Caixa Econômica, Como Fazer24/

[...] Construcard é um tipo de financiamento que o Banco Caixa Econômica Federal disponibiliza para correntistas e não correntistas do banco. imagem [...]

Reply31 de maio de 2012 17:36

Como calcular as férias proporcionais confira24/

[...] o funcionário é demitido os direitos são os mesmos, porém, o empregador tem que pagar 40% do FGTS e deve pagar aviso prévio, caso o funcionário não trabalhe este mês. Muitas são as dúvidas [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *