Fotos da Nova Montana da Chevrolet– Picape tem 758 quilos de capacidade de carga, a maior do segmento
– Posição de dirigir mais elevada, design atraente e frente mais alta dão uma percepção de se tratar de um modelo entre uma picape compacta e uma média
– Modelo é equipado com eficiente motor Econo.Flex, o 1.4 aspirado mais potente do mercado brasileiro,que tem um novo e moderno sistema de gerenciamento

A Chevrolet segue a todo vapor na renovação de sua linha de veículos no Brasil e lança, neste mês de setembro de 2010, a Nova Montana. É um veículo totalmente novo, sendo o segundo modelo da Família Viva – que inclui o Chevrolet Agile, novo referencial no segmento dos hatchs compactos.

E a Nova Montana chega repleta de novidades. Desde o design diferenciado, que mescla linhas belas e robustas – que passam a sensação da picape ser maior que todas as suas concorrentes, ficando entre uma picape pequena e uma média – até a maior capacidade de carga da categoria: 758 quilos. A Nova Montana será comercializada em duas versões, a LS e a Sport, cada uma delas voltada para um tipo de utilização: trabalho e lazer.

A Nova Montana possui um design que transmite ainda mais robustez e força, graças às suas linhas mais dinâmicas e fluídas. A frente segue o padrão global da Chevrolet, com a grade do radiador secionada e faróis com um estilo único. A superfície lateral desprende-se, mais larga do parachoque dianteiro, envolvendo o side step (degrau lateral) – lembrando as picapes Heavy Duty americanas – até chegar às lanternas, enquanto a tampa traseira tem um pequeno desnível na parte superior, projetado para melhorar a visibilidade.

“A nova Chevrolet Montana é um veículo para consumidores que buscam design diferenciado e capaz de combinar simultaneamente robustez e conforto”, observa Denise Johnson, presidente da General Motors do Brasil. “Além disso, a Nova Montana herdou do Agile características únicas, como a ótima posição de dirigir e diversos recursos de série”, salienta. Ela destaca ainda o grande espaço interno da cabine, inclusive para a bagagem atrás dos bancos e ainda a caçamba, com a maior capacidade de carga do segmento.

Mas, além do visual diferenciado e das qualidades mecânicas, a Nova Montana inova mais uma vez no segmento. Depois de ter sido pioneira na introdução do side step – degrau que facilita o acesso a caçamba e que foi amplamente copiado pela concorrência – a Nova Montana chega com um pacote de tecnologias exclusivas para o segmento, como piloto automático, computador de bordo, ar-condicionado com display digital e sensor crepuscular, elevando a oferta de equipamentos a um nível nunca antes atingido por nenhuma de suas concorrentes.

A Montana LS é a versão voltada para o trabalho e para o transporte de cargas. Robusta, ela tem uma nova suspensão traseira, com um projeto totalmente novo. Com molas e amortecedores especialmente desenvolvidos a LS oferece a maior capacidade de carga do segmento, 758 quilos, a serem distribuídos em uma caçamba de 1.100 litros (1.180 sem o protetor de caçamba). Já a versão Sport, pelas suas características, é mais esportiva e voltada para o lazer. Em outras palavras: tem o conforto necessário para o dia a dia, encara até uma aventura urbana e tem a competência para os finais de semana no campo ou na praia, carregada ou não.

Ambas as versões são equipadas com o eficiente motor 1.4 Econo.Flex, que possui um novo sistema de gerenciamento eletrônico totalmente desenvolvido pela General Motors no Brasil. Este motor gera 102 cv a 6.000 rpm e 13,5 kgf.m a 3.200 rpm quando abastecido com etanole 97 cv e 13,2 kgf.m a 3.200 rpm, com gasolina. É o motor 1.4 aspirado mais potente do mercado brasileiro.

José Carlos Pinhero Neto, vice-presidente da General Motors do Brasil, destaca ainda a importância da Nova Montana dentro de um projeto maior da empresa no País. “Esta nova picape da Chevrolet é o segundo modelo da Família Viva. Ela demonstra toda a competência dos profissionais do Centro Tecnológico da GM, localizado em São Caetano do Sul (SP), o mais avançado da América Latina, que desenvolveram um veículo adequado para o uso no lazer e trabalho e que excede em todas as necessidades para o segmento de picapes derivadas de automóveis”, acrescenta.

Design surpreendente para uma picape compacta

Carlos Barba, diretor de Design da General Motors para a América do Sul, revela que os desenvolvimentos do Agile e da Nova Montana foram feitos conjuntamente, para que ambos os veículos tivessem características semelhantes, porém cada um deles com uma identidade própria. “Mais um projeto da Família Viva, a Montana possui um design que transmite ainda mais robustez e força, graças às linhas dinâmicas e fluídas”, acrescenta o executivo.

A nova picape da Chevrolet não é imponente apelas pelo visual robusto. Ela é a maior picape da categoria, com 4,51 metros de comprimento, 1,70 metro de largura e 1,58 metro de altura. Sua frente segue o mesmo padrão global da Chevrolet, com a grade do radiador como um elemento trapezoidal secionada por uma barra, onde é aplicada a gravata dourada, símbolo da marca. A superfície lateral se desprende mais larga do parachoque dianteiro, envolvendo o side step (degrau lateral) até chegar às lanternas. Estas, por sinal, são verticais e possuem um desenho diferenciado, que dão percepção de que a picape cresceu na parte traseira. Como os faróis, as lanternas tiveram um tratamento especial denominado “Efeito Jóia”, ou seja, as peças são mais brilhantes e oferecem uma iluminação mais eficiente.

O teto da Nova Montana tem um detalhe de design bastante interessante e que complementa o visual da cabine. Trata-se de uma elevação, que começa alguns centímetros após a junção do teto com o parabrisa e vai até a parte traseira da cabine encontrando-se com o brake-light (terceira luz de freio). Outro detalhe é o rack de teto, item de série para a versão Sport.

A caçamba – uma das maiores da categoria, com 1.100 litros de capacidade (1.180 sem o protetor de caçamba) – possui uma iluminação direcional, graças ao brake-light, fixada na parte superior da cabine. Já a tampa traseira da Nova Montana tem um pequeno desnível na parte superior, projetado para melhorar a visibilidade traseira. Segundo Carlos Barba, esse sistema ainda melhora as operações de carga/descarga quando a caçamba está fechada.

O parachoque traseiro do modelo é feito em chapa de aço – a Nova Montana é a única picape de sua categoria que utiliza este material -, tornando-se mais resistente quando alguma pessoa precisa pisar neste compartimento para subir na caçamba e colocar ou retirar alguma carga. E para ajudar, ainda há um degrau traseiro que, além de compor o design, tem uma função muito importante também para facilitar o acesso à caçamba.

A nova picape terá uma cor externa exclusiva: o Verde Jásper, disponível para ambas as versões. Trata-se de uma cor inspirada na natureza e em equipamentos esportivos e foi desenvolvida levando-se em consideração o consumidor jovem e aventureiro, que concilia sua agitada vida urbana com viagens para a praia e para o capo nos dias de folga.

Posição de dirigir mais alta garante melhor visibilidade

Internamente, a Nova Montana tem um diferencial importante em relação às demais picapes do segmento: posição elevada de dirigir, graças ao ponto “H” mais alto. “Para uma picape isso é fundamental, uma vez que aumenta a visibilidade dianteira e traseira”, ressalta Carlos Barba. Esta posição de dirigir e a frente mais alta dão uma percepção de se trata de um modelo posicionado entre uma picape compacta e uma média.

A picape da Chevrolet também apresenta a nova tecnologia “embossed” dos bancos da cabine. Trata-se de uma gravação em baixo relevo para os tecidos, dando um aspecto mais aconchegante ao habitáculo. Essa tecnologia de confecção dos assentos traz mais “conforto visual”, requinte no acabamento e sofisticação, uma vez que dá uma visão tridimensional aos bancos. Na categoria das picapes compactas, nenhum outro veículo possui esse recurso de design de interiores.

Os grafismos do tecido dos bancos da Nova Montana são diferenciados nas duas versões. Mas as cores do painel e das portas são as mesmas para as duas versões. O “Efeito Jóia” também pode ser visto em alguns detalhes do interior da Nova Montana, como os cromados que dão contorno aos botões de controle do ar-condicionado ou nos puxadores das portas.

O interior da picape da Chevrolet também se baseia no conceito do “dual cockpit” (dupla cabine, em português). É como se fossem dois ambientes num mesmo interior: o lado do motorista, mais técnico, focado na visibilidade e com os instrumentos a mão; e o lado do passageiro, onde se destaca o aspecto do lazer, com espaço maior para as pernas, e com os porta-objetos e recursos de entretenimento mais próximos. Apesar de serem dois ambientes, eles estão conectados pelo desenho do painel superior.

Versão LS: robustez para o trabalho com a maior capacidade de carga da categoria

A Nova Montana LS é a versão de entrada da linha Montana e possui atributos ideais para os consumidores que utilizam picapes para o trabalho. A começar pela cabine Max Cab, com mais espaço – oferece 164 litros atrás dos bancos dianteiros, sendo a maior cabine simples do segmento – e conforto em relação aos concorrentes, além de oferecer a maior capacidade de carga da caçamba do segmento, com 758 quilos.

Para facilitar o transporte de cargas e preservar o assoalho e assegurar o valor de revenda, todas as versões possuem protetor de caçamba de série, dez ganchos para amarração de cordas, e o side step, que facilita o acesso ao compartimento. Neste quesito, aliás, a Chevrolet Montana foi pioneira e ainda serviu de base para que as marcas concorrentes seguissem pelo mesmo caminho.

A carroceria da picape recebeu atenção especial. A Nova Montana conta com estruturas reforçadas que garantem um comportamento torsional excelente. Além disso, as suspensões são compostas por novos amortecedores e molas, resultado de um novo projeto ainda mais robusto, para que a picape suporte ainda mais peso na caçamba, sem prejuízo da estabilidade. O conjunto oferece ainda excepcional estabilidade e conforto, características importantes para este tipo de veículo utilizado no transporte de cargas.

O modelo LS já tem parachoques pintados na cor do veículo e vem de série com rodas de aço de 14 polegadas e protetor de caçamba. Sua vocação para o trabalho só fica mais evidente nas maçanetas, frisos e capas de retrovisores em plástico preto, que além de passar o toque de robustez são mais bem preparados para encarar o trabalho pesado. Além disso, a versão LS oferece a boa gama de acessórios genuínos Chevrolet, como rodas de alumínio aros 14 e 15 polegadas, além da capota marítima, rádio com Bluetooth e a capota marítima.

A versão LS existe em quatro diferentes configurações – da básica até a mais completa. Seus preços começam em 31.990 reais

Sport: pronta para o lazer, com design único e ultramoderno

A Nova Montana também pode ser adquirida na versão Sport, desenvolvida para o lazer, ou seja, para quem procura uma picape compacta para utilizar no dia a dia e viajar nos finais de semana ou feriados. Para quem procura o campo (sítio ou fazenda), ela carrega tranquilamente uma motocicleta ou as bicicletas. Para quem vai ao litoral, leva o Jet Ski com folga e facilmente uma prancha de surfe.

Com surpreendente visual externo, a versão Sport traz de série faróis com máscara negra, lanternas fumê, frisos, maçanetas e retrovisores pintados na cor da carroceria, barra de proteção no teto, adesivos na coluna – e nas portas, com o nome da versão -, itens que realçam ainda mais sua esportividade. A Nova Montana também tem os parachoques na cor da carroceria e oferece, também de série, rodas de alumínio aro 15 polegadas, calçadas com pneus 185/60 R15 e faróis de neblina. Além disso, ela pode ser equipada com acessórios, como a capota marítima, para complementar o estilo mais esportivo e trazer maior conveniência.

A versão Sport existe em apenas uma configuração, a mais completa, e custa 44.040 reais.

Diferenciais comuns para as duas versões

Embora as versões LS e Sport tenham suas particularidades e equipamentos distintos, ambas têm alguns componentes comuns e diferenciados em relação aos concorrentes.

No que se refere ao conforto e flexibilidade, a Nova Montana destaca-se pelo assento do motorista com regulagem de altura, posição de dirigir mais elevada, 25 porta-objetos na cabine – incluindo um abaixo do banco do motorista – e banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível – e volante com regulagem de altura.

A nova picape da Chevrolet possui muitos recursos que normalmente são encontrados apenas em veículos de categorias superiores, tais como controle de velocidade de cruzeiro (mais conhecido como “piloto automático”) para a versão Sport, computador de bordo com seis funções, ABS para os freios e duplo airbag.

Outros itens mais avançados no que se refere à tecnologia também são de série na Nova Montana. O painel mistura partes digitais com analógicas, ambas com iluminação “Ice Blue”, a mesma encontrada nos Chevrolet Malibu e Camaro, e display digital do ar-condicionado. A Nova Montana possui ainda sistema de acendimento automático de farol (ou sensor crepuscular), ou seja, as luzes se acendem automaticamente assim que o ambiente se escurece e se apagam quando a luminosidade está maior (na versão Sport). Outro recurso presente no novo modelo é o “Siga-Me”, que também facilita a vida em locais escuros. Neste caso, os faróis continuam acesos, por alguns segundos, mesmo depois que o motorista trava as portas. É o tempo suficiente para que a pessoa chegue até um local mais claro. Este recurso é de série na versão Sport e em algumas configurações da LS.

Também são de série na Nova Montana os faróis com acendimento automático, acendimento automático das luzes externas, quando as portas são destravadas pelo controle remoto, abertura automática dos vidros das portas com acionamento por controle remoto e seta de indicação de mudança de faixa temporizada. Neste caso, basta ao motorista dar um leve toque na alavanca e a seta pisca três vezes, para indicar ao carro atrás a intenção do motorista.

O modelo da Chevrolet dispõe também de rádio AM/FM CD/MP3 com Bluetooth®, entrada USB a conectividade com Ipod®, além dos espelhos e vidros (este com aliviador de pressão) elétricos e fechamento automático das portas ao atingir os 15 km/h.

Acessórios genuínos especialmente feitos para a Nova Montana

A área de Pós-Vendas da Chevrolet desenvolveu em conjunto com a engenharia e o design, uma série de acessórios para a Nova Montana. Afinal, os clientes deste tipo de veículo não abrem mão de certas exclusividades e comodidades.

Na parte de aparência, os destaques são as lâmpadas Blue Vision para faróis, lanternas e farol de neblina, estribo, rack de teto, adesivos na coluna “B”, rodas de alumínio aros 14, 15 e 16 com desenhos exclusivos e antena esportiva.

Alguns acessórios fazem parte do pacote de conforto e comodidade. São eles: porta-óculos, rede de conveniência para a cabine, extensão do console, tapete de carpete, porta-objeto central e estribo lateral, além do kit direção hidráulica e capota marítima (para a versão LS). No quesito segurança, os acessórios que se encaixam são: grade de proteção do vidro traseiro, “santoantonio” e kits vidro elétrico, trava elétrica das portas, sensor de estacionamento e alarme.

A lista com itens referentes ao entretenimento a bordo também é composta de alto falantes traseiros e dianteiros de 45W e 60W e navegador com GPS integrado ao painel do carro.

Mais de 1,1 milhão de quilômetros rodados para validar a Nova Montana

A engenharia da General Motors no Brasil validou a Nova Montana após severos testes no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba (SP), o maior e o mais completo da América Latina, durante cerca de 13 meses, totalizando mais de 1,1 milhão de quilômetros rodados.

O resultado é uma picape robusta, com suspensão (dianteira e traseira) que oferece excelente estabilidade seja com a caçamba carregada ou vazia. “A calibração desta suspensão, tanto das molas quanto dos amortecedores, é específica para esta nova picape, que garante eficiência independentemente da aplicação”, acrescenta Pedro Manuchakian, vice-presidente de Engenharia da General Motors do Brasil.

O executivo destaca ainda o trabalho dos engenheiros da GM no desenvolvimento da cabine da Nova Montana. Trata-se da Max Cab, a cabine com maior espaço atrás dos bancos para o transporte de pequenas cargas. São 164 litros de capacidade. De longe, a maior da categoria.

Em altura, a Max Cab da Nova Montana é 50 mm mais alta que a anterior; 80 mm mais longa e 54 mm mais larga. São as maiores dimensões de cabines convencionais entre todas as picapes compactas comercializadas no mercado nacional.

Pedro Manuchakian ressalta ainda o alto nível de segurança ativa e passiva da Nova Montana, graças aos exaustivos testes de impactos realizados no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba (SP). “A estrutura desta picape foi desenhada e calculada de forma adequada e antecipando-se a critérios que serão obrigatórios somente a partir de 2012, como a nova regulamentação para pedestres”, informa o vice-presidente de Engenharia da GM do Brasil. Em relação à segurança, a Nova Montana possui barras de proteção lateral nas portas e pode ser equipada ainda com freios ABS e airbags duplos.

Sistema de gerenciamento do motor garante maior eficiência

A Nova Montana vem com motor Econo.Flex 1.4 e, como no Chevrolet Agile, também possui o “System Zero”, um sistema de gerenciamento de motor desenvolvido pela GM especialmente para veículos ‘flex fuel’, cujo processador tem velocidade e memória maiores.

Criado, desenhado e desenvolvido pela GM, o sistema de gerenciamento eletrônico do motor contém um dos softwares mais completos da indústria automobilística. Ele incorpora os conhecimentos globais da empresa na área de gerenciamento de motor e vem com sensores de última geração, capazes de medir efetivamente a quantidade de ar admitida pelo motor possibilitando um cálculo mais preciso da quantidade de combustível a ser utilizada, e contribuindo com a melhora do consumo de combustível. Este software incorpora ainda algoritmos padrões desenvolvidos em parceria com as divisões globais da General Motors para cumprir os mais diversos requisitos de desempenho e emissões. A validação desse sistema foi efetuada globalmente e hoje ele equipa veículos nos Estados Unidos, Alemanha e Coréia do Sul.

Com 102 cv a 6.000 rpm, quando abastecido com etanol, e 97 cv a 6.000 rpm com gasolina, o motor tem 13,5 kgf.m a 3.200 rpm de torque, com etanol, e 13,2 kgf.m a 3.200 rpm, com gasolina, o motor Econo.Flex, o 1.4 aspirado mais potente do mercado, faz com que a Nova Montana atinja a velocidade máxima de 170 km/h, quando abastecido com etanol e 168 km/h, com gasolina. A aceleração de 0 a 100 km/h da Nova Montana é de 12s1, cometanol no tanque, e 12s3, com gasolina.

Os dados de potência e torque da Nova Montana são diferentes de outros modelos da marca que utilizam o motor 1.4 Econo.Flex por motivos técnicos: os sistemas de indução de ar e exaustão são aplicações diferentes em compartimentos de motor diversos, e as calibrações de motor são diferentes, em função das massas e aerodinâmicas específicas para cada um dos modelos.

Este motor também já atende aos novos requisitos técnicos vigentes desde o último dia 1º de janeiro de 2009, de emissão de poluentes para veículos leves, do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores – Proncove -, do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama.

O “System Zero” tem o gerenciamento controlado por torque, o que melhora especialmente a dirigibilidade da Nova Montana e, com isso, fornece respostas mais rápidas e também reduz a emissão de poluentes. Este sistema de gerenciamento possui um sensor de fase (no comando de válvulas), injetando combustível para cada cilindro no momento correto. “Isso contribui para melhor queima do combustível e, por consequência, melhora muito o nível de emissões”, explica Paulo Riedel, diretor de Engenharia de Produto da GM Powertrain do Brasil, braço da GM responsável pelos motores e transmissões dos modelos da Chevrolet.

O motor Econo.Flex é do tipo VHCE. Para a GM, “VHC” significa – além de Very High Compression – maior potência, mais força, maior eficiência, resultando em menor consumo de combustível e melhor dirigibilidade. A letra “E” é adotada no nome porque lembra três palavras que fazem parte do espírito deste propulsor: economia, energia e ecologia.

A calibração do Econo.Flex foi aprimorada para partida a frio, que permite a partida do motor em temperatura ambiente de até 8 ºC, sem o auxílio da gasolina. Além disso, o eixo virabrequim com oito contrapesos permite seu funcionamento em regime de elevada rotação e com reduzida vibração.

A Nova Montana é equipada com a transmissão F15 WR também desenvolvida pela GM Powertrain do Brasil, que é responsável global pelo design dessa família de transmissões, com sincronizadores triplos para a primeira e a segunda marchas, além de lubrificação permanente, não necessitando a troca de óleo da transmissão.

A transmissão da Nova Montana possui relações de marchas adequadas para uma picape, permitindo melhor dirigibilidade em condições de carga e trabalho. “A primeira marcha é mais curta e a quinta marcha mais longa, comparada a um Agile, por exemplo. Esta característica de relação de marchas oferece uma grande versatilidade para uma picape”, ressalta Paulo Riedel.

Objetivo é aumentar participação da Chevrolet no segmento

A Chevrolet pretende aumentar sua participação consideravelmente no segmento de picapes derivadas de automóveis no País. Em 2009, foram comercializadas cerca de 162.000 unidades no segmento de picapes derivadas de carros de passeio e, de janeiro a agosto deste ano foram 142.000 veículos.

Na sua maioria os clientes da Nova Montana são pessoas antenadas e bem informadas, na maioria homens, e que nas horas vagas gostam de se divertir com amigos ou familiares e ainda se interessam por praticar esportes.

Há ainda aqueles consumidores que utilizam a picape para o trabalho. Neste caso, são comercializadas via canal de vendas diretas, com uma participação de mais de 30% das vendas totais do segmento de picapes derivadas de automóveis.

“Percebe-se que há excelentes oportunidades nesses dois casos (lazer e trabalho), tanto para a versão Sport quanto para a LS na Nova Montana. Isso mostra, portanto, que a Chevrolet acerta ao trazer para o mercado nacional uma picape com todos esses reais atributos”, avalia Ronaldo Znidarsis, diretor geral de Marketing e Vendas da General motos do Brasil.

Segundo pesquisas feitas pela Chevrolet, a Nova Montana atende aos anseios dos consumidores do segmento que apontam como principais razões de compra o estilo, a experiência anterior com a marca, aparência e robustez, exatamente algumas das características de destaque do modelo.

Fábrica de São Caetano do Sul estreia sistema flexível de carroceria

A Nova Montana é produzida na fábrica da General Motors em São Caetano do Sul (SP). Para produzir a nova picape, a fábrica da GM estréia um novo sistema de fechamento de solda da carroceria, denominado Sistema Global de Estruturação e Fechamento Flexível (Global Framer System), já utilizado nas unidades industriais da GM nos Estados Unidos, México, China, Coréia do Sul e Alemanha.

José Eugênio Pinheiro, vice-presidente de Manufatura da GM na América do Sul, explica que neste sistema o assoalho e o piso da Nova Montana são feitos em mesas de geometria (All Palets) que transportam o veículo desde o início da produção da peça até o fechamento da carroceria, reduzindo o tempo de execução do processo e com excelente qualidade.

No setor de montagem final houve uma renovação do parque de apertadeiras de controle eletrônico de torque, que substituem as aparafusadeiras pneumáticas e torquímetros manuais. Por serem elétricas, essas ferramentas emitem um nível de ruído menor, dão mais conforto ao operador, são mais ergonômicas e ainda garantem torques finais perfeitos aos parafusos dentro das especificações técnicas estabelecidas pelo projeto dos veículos.

O processo de pintura da picape na fábrica de São Caetano do Sul também utiliza um moderno sistema com altos índices de aprovação de carroceria sem danos e retrabalhos. Ele foi considerado em 2009, a melhor pintura entre todas as fábricas da General Motors Company.

Outra novidade na fábrica é a célula robotizada de aplicação de uretano, material pela cola dos vidros, dando muito mais qualidade e eficiência ao produto final. Há outra máquina, de última geração, de enchimento de fluidos no veículo (água, gasolina , lubrificantes, óleos, ar do sistema de ar-condicionado). Ela é capaz de garantir a correta quantidade de líquidos e gases no veículo sem desperdício ou perigo de vazamentos.

Evolução de uma picape inovadora

2003 – Lançamento da Chevrolet Montana em uma versão e dois pacotes (Sport e Off-Road)
2004 – Lançamento da versão Conquest
2007 – Disponibilidade de motor 1.4 Econo.Flex para a versão Conquest e motor 1.8 Flexpower
para a versão Sport (junho); lançamento da Montana Combo, um furgão (dezembro)
2009 – Lançamento das versões Arena e Sport, com motor 1.4 Econo.Flex
2010 – Lançamento da Nova Chevrolet Montana


Comments List

Reply26 de novembro de 2010 20:06

flavio alves custodio28/

vc bom olho nova montana 20Picape tem 758 quilos de capacidade de carga, a maior do segmento - Posição de dirigir mais elevada, design atraente e frente mais alta dão uma percepção de se tratar de um modelo entre uma picape compacta e uma média - Modelo é equipado com eficiente motor Econo.Flex, o 1.4 aspirado mais potente do mercado brasileiro,que tem um novo e moderno sistema de gerenciamento11 flaren tem

Reply26 de novembro de 2010 20:07

flavio alves custodio28/

vc bom olho nova montana 20Picape tem 758 quilos de capacidade de carga, a maior do segmento - Posição de dirigir mais elevada, design atraente e frente mais alta dão uma percepção de se tratar de um modelo entre uma picape compacta e uma média - Modelo é equipado com eficiente motor Econo.Flex, o 1.4 aspirado mais potente do mercado brasileiro,que tem um novo e moderno sistema de gerenciamento11 flaren tem montana aro 18 nova verde

Reply8 de junho de 2012 15:35

disksurf.com, Site para os Surfistas, Confira24/

[...] você é uma pessoa que gosta de saber todas as novidades relacionadas ao surfe, saiba que existe um site que você pode encontrar várias atrações e novidades sobre esse [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *