Cai inadimplência do cheque em março

Os registros de cheques sem fundo, incluídos no Cadastro Nacional de Dados do SCPC/Cheque, caíram 25,1% em março de 2010, em comparação a igual período, em 2009. Ou seja, traduzindo em números: 1,67 milhões de cheques, contra 2,23 milhões de cheques, na mesma base de comparação.

Já os cancelamentos (resgate) de cheques no mesmo Cadastro Nacional de Dados do SCPC/Cheque apresentaram alta de 13,2%. Em número isso representa 2,82 milhões de cheques resgatados em março de 2010, contra 2,49 milhões de cheques resgatados em março de 2009.

Atualmente (março de 2010) o número médio de cheques sem fundo emitidos é de 4,2 por emitente, contra 4,8 em março de 2009 e 5,2 em março de 2008 – queda média um cheque por emitente.

Apesar dos dados positivos, a situação ainda exige cautela por parte dos lojistas na aceitação de cheques com o cadastro dos seus clientes.

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), diz que os números representam uma boa notícia, “boa parcela responsável da sociedade está se organizando e prestando grande atenção no seu orçamento doméstico”. E alertou: “O importante agora que os lojistas continuem consultando o cadastro do SCPC para evitar os abusos dos inadimplentes contumazes”.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *