Tite Treinador do Corinthians

Brasileirão 2011: Na dança dos técnicos, Tite pode ser o próximo

Tite Treinador do Corinthians
Tite Treinador do Corinthians
Tango, bolero ou seria pancadão mesmo? A dança dos treinadores no Brasileirão 2011 vem aumentando a cada rodada e parece que tem mais gente para entrar na roda

Com 16 rodadas e um rastro de 13 técnicos deixando os cargos, o campeonato pode estar prestes a acompanhar a demissão de um treinador na liderança do torneio. Com apenas uma vitória nos últimos seis jogos, parece que o corintiano Tite não é mais lembrado pelas nove vitórias nos primeiros 10 confrontos e já se ouve rumores sobre sua possível demissão do Corinthians.

Porém, para o próprio técnico isso não passa de um superdimensionamento por parte da mídia, já que tudo no Timão é extrapolado. Outro motivo, segundo ele, foi o início alucinador no Brasileirão, que elevou as expectativas da torcida e diretoria, trazendo ansiedade e esperanças em excesso. Apesar de desacreditar na demissão, Tite recebeu a visita do presidente Andrés Sanches durante o último treino antes da partida contra o Atlético-MG.

Rumores no Parque São Jorge levantam a possível saída do técnico caso o líder do campeonato não volte a vencer nesta quarta-feira, em Minas. Diretores acreditam que esperar o Corinthians perder a 1ª posição para tomar uma atitude poderia ser tarde demais, e temem um reflexo negativo no elenco para a continuação do longo torneio.

Outro fator abordado nos corredores do clube é a proximidade do clássico frente ao arquirival Palmeiras, no dia 28. Após a partida contra o Atlético-MG, o Timão enfrenta o Figueira, em casa, e logo depois o Verdão. Um novo resultado insatisfatório contra o time de Florianópolis, em casa, poderia ser o estopim da crise corintiana, levando a demissão de Tite justamente antes do Derby Paulista.

Se os rumores se concretizarão, só o tempo dirá. Mas que Tite pode ser o próximo a ser convidado a entrar na dança dos treinadores, isso ele mesmo sabe. Acompanhe a lista completa e a cronologia de todos os técnicos que já perderam o cargo neste Campeonato Brasileiro:

29/05 – Enderson Moreira deixou o comando do Fluminense na segunda rodada do torneio, com uma vitória e uma derrota. Era apenas um tampão para a chegada de Abel Braga, vindo dos Emirados Árabes.

08/06 – Silas deixou o comando do Avaí após péssimo começo de campeonato, quando somou três derrotas em três rodadas. Na ocasião, o treinador foi para o Catar, trabalhar no Al-Arabi.

19/06 – Cuca foi demitido do Cruzeiro após o empate em 1 a 1 com o América-MG. O treinador estava no cargo desde junho de 2010 e teve o trabalho muito contestado ao ser desclassificado na Libertadores 2011.

26/06 – Adilson Batista caiu do Furacão ao perder por 2 a 0 para o Bahia, em casa. Na época, somava cinco derrotas e um empate. Deixou o time com a vergonhosa marca de um gol feito em 540 minutos (seis rodadas­).

30/06 – Após o Grêmio empatar com o então lanterna Avaí, em casa, o técnico Renato Gaúcho não esperou a diretoria e pediu demissão logo após o término da partida.

07/07 – Carpegiani caiu no SPFC após três derrotas consecutivas. Duas delas para os dois líderes do Brasileirão, Corinthians e Flamengo. Assim como Tite, teve ótimo início de campanha, com 100% de aproveitamento nas cinco primeiras rodadas.

11/07 – Mauro Fernandes foi demitido do América-MG após a quinta derrota em nove rodadas, somando seis pontos, sendo três em empates e apenas uma vitória.

18/07 – Falcão deixou o Inter ao perder de 3 a 0, em casa, para o São Paulo. Apesar do status de ídolo do clube, já que foi jogador entre 1973 e 1979, o treinador não resistiu. Apesar de conquistar o Campeonato Gaúcho, não manteve boa sequência e deixou o comando da equipe com 50,9% de aproveitamento: dezenove partidas, oito vitórias, cinco empates e seis derrotas.

22/07 – PC Gusmão deixou o Atlético-GO devido à má fase do time, mas também pela piora do estado de saúde do pai. O último jogo de PC no Dragão foi na derrota para o Avaí, em casa, por 1 a 0.

01/08 – Antônio Lopes caiu após quatro rodadas a frente do América-MG. Conquistou dois empates e sofreu duas derrotas.

04/08 – Milagres comandou o América-MG em apenas um jogo, justamente na derrota para o Corinthians por 2 a 1, em São Paulo, enquanto o time aguardava a chegada do novo treinador, Genivaldo.

04/08 – Julinho Camargo foi demitido pela diretoria do Grêmio com um mês e três dias de trabalho. Em seis jogos, venceu apenas um, empatou três e perdeu dois. Aproveitamento de 33,3%.

07/08 – Dorival Junior foi demitido pelo Atlético-MG após perder por 2 a 1 para o Figueirense, em casa. Foram oito derrotas, quatro vitórias e três empates, totalizando 15 pontos e deixando time na 13ª posição. Hoje o Galo se encontra na zona de rebaixamento.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *