Tsunami arrasou o JapãoCheguei de viagem na última sexta-feira e fiquei chocada com as cenas que se sucederam após o terremoto no Japão. Vi a tsunami que se formou varrer regiões de plantação, portos e aeroportos e carros parecendo brinquedos pela força da correnteza que veio do mar. Nossos irmãos do Japão estão sofrendo com uma catástrofe que mais parece cena de filmes como o 2012.

Fui dormir pensando: e se isso acontecesse aqui conosco, em nosso maravilhoso Brasil?

Só de pensar em tal coisa já fiquei arrepiada pelo medo. O Japão, por ser um país que convive com o medo dos terremotos é um país preparado. Toda a população recebe instruções e sabe o que fazer diante de uma ocorrência de abalos sísmicos, todavia, nós brasileiros não sabemos nada.

Vejo muita gente fazer piada com a desgraça do povo japonês, que está passando pela fase mais difícil desde que o país foi arrasado durante a segunda guerra mundial, mas pouco se sabe sobre como se comportar diante de eventos de grande escala.

Após o terremoto do Japão já é possível contar milhares de mortos e desaparecidos, mas imagino que em um país sem preparo essa tragédia poderia ser ainda pior do que a que vemos hoje em nossos vizinhos. Aqui no Brasil, do meu ponto de vista, as pessoas se apegam a propriedade, vide as pessoas que se recusam a sair de casas na beira de encostas, construções condenadas em zonas de risco de desabamento.

Mal sabem elas que com a vida é possível reconstruir e sair de qualquer tragédia.

Outra coisa que me preocupa é o tipo de energia usada para o abastecimento como as de usinas nucleares. Vale a pena investir nesse tipo de energia pelo grau de risco. É claro que o Japão está passando por um momento atípico, mas a situação se agravou muito com a explosão em usinas de energia atômica.

Hoje tenho duas certezas:

– O Japão será reconstruído pela força de seu povo e com toda certeza voltará a ser um grande país;

– Os brasileiros precisam se preparar mais para o que é inevitável como a força da natureza em fúria pela ação do próprio homem.

Assista o vídeo da Tsunami no Japão:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *