8 de Abril: dia mundial de luta contra o câncer

cancer de mama

Faça o autoexame

Detecção precoce do câncer de mama aumenta a possibilidade de cura da paciente

Doença é um dos tumores de maior incidência no mundo. Exames de rastreamento possibilitam o diagnóstico do câncer em fase inicial.

No dia 8 de abril acontece o Dia Mundial de Luta Contra o Câncer, uma oportunidade para relembrar a importância da prevenção da doença a partir da realização de exames regulares.

Segundo tipo de câncer mais frequente em mulheres no mundo, o câncer de mama representa aproximadamente 22% dos casos novos registrados a cada ano. No Brasil, de acordo com estimativas do INCA (Instituto Nacional do Câncer), foram diagnosticados 49 mil novos casos de câncer de mamar nos últimos dois anos.

O câncer de mama é uma doença tratável, especialmente quando diagnosticado precocemente. No Brasil, a maior incidência deste tumor ocorre por volta dos 59 anos, o que não descarta casos em pacientes jovens (com menos de 30 anos) e em idosas (com mais de 80 anos).

O câncer de mama se inicia como um nódulo geralmente indolor, que cresce com o tempo e pode se espalhar para áreas próximas à mama, como músculos e pele. Com a realização de exames de rastreamento, como o autoexame mensal e o acompanhamento médico anual, aumenta-se a chance do tumor ser detectado precocemente, o que amplia a possibilidade de cura e permite o uso de tratamentos menos agressivos.

“Quando detectado em sua fase inicial, o tratamento para câncer de mama tende a ter mais êxito, desta forma é essencial que a mulher faça um acompanhamento médico regular, especialmente se notar a presença de um nódulo”, afirma o Dr. Carlos Barrios, professor da Faculdade de Medicina da PUC-RS e diretor do Instituto do Câncer do Hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre.

Opções de tratamento

Quando diagnosticado em fase inicial, o tratamento do câncer de mama consiste em uma cirurgia para a extração do tumor, sendo que a retirada de uma parte ou a totalidade da mama dependerá da extensão do câncer.

Após a cirurgia, uma série de elementos do tumor e da paciente são analisados, o que pode levar à recomendação de um tratamento com radioterapia e administração de medicamentos como hormonioterapia ou quimioterapia. Cada paciente recebe a modalidade de tratamento mais indicada para o seu caso, sendo possível a combinação de terapêuticas para a cura ou estabilização da doença.

“Cada caso precisa ser analisado individualmente, por isso, é importante que a paciente converse claramente com o seu médico em relação ao seu diagnóstico, perspectivas de tratamento e as chances de resposta para cada alternativa apresentada” comenta o Dr. Carlos Barrios.

Quando o câncer não está mais restrito à mama (metástase), as opções de tratamento são semelhantes às realizadas em casos iniciais, embora seja menos frequente a recomendação de uma cirurgia em um tumor que atingiu outros órgãos ou tecidos do corpo.

Ainda em fase de estudos, a terapia de alvo molecular Nexavar® (tosilato de sorafenibe, da Bayer Schering Pharma), apresenta resultados positivos no tratamento do câncer de mama metástico. Denominado SOLTI – 0701, conduzido pelo investigador Dr. Baselga, o estudo de fase II avaliou o uso de Nexavar® em combinação com quimioterapia oral em 229 pacientes, sendo 115 brasileiras. Os resultados revelaram um aumento de 74% da sobrevida livre de progressão entre as pacientes que receberam o Nexavar®.

O estudo demonstrou também que a combinação de Nexavar® e quimioterapia oral foi tolerável, sem eventos adversos inesperados. O sorafenibe age diretamente na célula tumoral e também impede a formação de vasos sanguíneos relacionados ao tumor. “A administração da terapia impede a formação de novos vasos sanguíneos, evitando que as células tumorais sejam nutridas e possam crescer”, conclui o Dr. Carlos Barrios.

Sobre Nexavar®

Nexavar® (tosilato de sorafenibe) é considerado uma terapia de alvo molecular, pois age diretamente nas células doentes e preserva as sadias. O medicamento reduz a multiplicação das células tumorais (ação antiproliferativa) e inibe a formação de vasos sanguíneos que alimentam os tumores, processo chamado angiogênese. Atualmente, o medicamento é aprovado em mais de 70 países para o tratamento do câncer de rim avançado e em mais de 60 países para o tratamento do câncer hepático avançado, inclusive no Brasil.

, , , , , , , , , , ,

Trackbacks/Pingbacks

  1. Tweets that mention 8 de Abril: dia mundial de luta contra o câncer | Boa Notícia -- Topsy.com - 3 de abril de 2010

    [...] This post was mentioned on Twitter by Márcio Lima and Fabiana FrancoPrieto, Paula Louise. Paula Louise said: RT @vilaoooo: 8 de Abril: dia mundial de luta contra o câncer! http://migre.me/tqvm #combate #câncer [...]

Deixe uma resposta

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes