7 motivos para você abandonar a poupança

A poupança é um dos investimentos mais populares do nosso país. Por esta razão, observamos um grande número de pessoas concentrando suas economias nesta modalidade de “investimento”. Mas será que a poupança realmente é bom instrumento para conservar seu patrimônio e enriquecer? Parece que não…

Neste post, você vai conhecer 7 motivos para abandonar de vez a poupança. Além disso, te mostraremos opções de investimentos para substituir a poupança com muito mais eficiência. Continue lendo o post abaixo.

 

#1. Baixo rendimento

Este é o primeiro motivo para você largar a poupança. Os juros são muitos baixos, o que leva a uma rentabilidade insatisfatória. É possível encontrar investimentos conservadores que superam com certa facilidade os rendimentos da caderneta de poupança. Vamos analisar essas opções mais à frente. 

 

#2. O risco não é nulo como muitos pensam

Este é um dos principais motivos que levam as pessoas a optarem pela poupança. Contudo, o que muitos não sabem é que a poupança, como qualquer outro investimento, não é isenta de riscos. Se a instituição escolhida para o investimento tiver problemas financeiros, você vai ter problemas para receber o dinheiro. Por isso, se for para assumir certo risco, que seja com um investimento que traga uma rentabilidade maior.

 

#3. Diversificar é a melhor opção

Toda pessoa que investe deve ter em mente que a diversificação é uma forma inteligente de ganhar dinheiro. Abaixo, apresentamos algumas modalidades de investimentos que podem ser utilizadas para gerar diversificação.

– LCI (Letras de credito imobiliário):

São títulos emitidos por instituições bancárias com lastro no mercado imobiliário. As LCIs possuem ótima rentabilidade nos dias atuais e proteção do Fundo Garantidor de Credito (até R$250.000,00). É importante destacar que não há incidência de imposto de renda sobre este tipo de investimento.

– CDB (Certificados de depósito bancário):

São títulos emitidos por bancos para captar recursos de investidores. Ao contrário das LCIs, este investimento sofre incidência de Imposto de Renda. Entretanto, mesmo sem a isenção fiscal, é possível encontrar CDBs com ótimas rentabilidades.

– LFT (Letras financeiras de tesouro):

São títulos emitidos pelo governo federal, que podem ser adquiridos pelo programa do Tesouro Direto. Os riscos são bem menores do que os demais investimentos, pois o credor destes papéis é o próprio governo.

 

#4. Remuneração mensal

A remuneração da poupança é feita mensalmente, ou seja, a valorização dos juros acontece somente na data que o depósito foi realizado. Por esta razão, se você sacar a quantia antes do “aniversário” da sua aplicação, a remuneração desse período será perdida.

 

#5. A alta dos juros prejudica a poupança

 No momento atual do país, a poupança não é um bom investimento, mas se a inflação subir mais, pode piorar essa situação. Com o aumento dos valores de serviços e produtos, além da baixa rentabilidade da caderneta, seu dinheiro pode perder o poder de compra em pouco tempo.

 

#6. Investimento ruim para capital de giro

Como foi dito em outro tópico anterior, a rentabilidade da poupança é concluída nas datas de “aniversário” do investimento. Por isso, prefira CDBs de liquidez diária e também fundos DI, que mesmo com a cobrança do IR e também IOF (no primeiro mês), são opções melhores para resgatar o dinheiro dentro do mês.

 

#7. LCI e LCA também são isentos de IR

Para àquelas pessoas que ainda acham que a poupança é boa porque é isenta do Imposto de Renda, é importante saber que as LCIs e LCAs também são. Além disso, oferecem rentabilidade maior com praticamente o mesmo risco da caderneta.

 

Acreditamos que este post tenha sido útil para te mostrar que a poupança é uma péssima opção para preservar seu patrimônio e gerar valor. Sendo assim, sugerimos que você reveja seus investimentos e procure ajuda especializada para substituir a poupança por aplicações mais rentáveis.

Caso tenha gostado desse artigo, marque um amigo aqui, garanto que essas dicas valiosas serão ótimas para ele também!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *